domingo, 25 de janeiro de 2009

CANSATIVO CASO SURREAL COM EFEITOS ESPECIAIS SURPREENDENTES

Gisele Santos

História surreal e cansativa, com quase três horas de duração. “O curioso caso de Benjamin Button” mostra a vida do ser humano ao contrário, isto é, o personagem interpretado por Brad Pitt nasce em forma de um bebê ‘velhinho’ todo enrugado, em 1918, quando a Primeira Guerra Mundial chega ao fim, mas a idade é de um recém-nascido. No decorrer do filme ele fica com aparência física cada vez mais jovem e faz aniversário normalmente. Ele falece em forma de um bebê, mas tem 81 anos. Toda a trama é baseada no clássico conto homônimo de F. Scott Fitzgerald (1920).

A maior parte do filme é monótono, pra não dizer chato, mas prende atenção com o formato de época e algumas passagens históricas como referências a “Pearl Harbor” e a primeira nadadora a atravessar o Canal da Mancha, além da transformação das várias idades do personagem. É até aceitável passar esse tempo todo em frente a tela.

Por falar nas fases da vida de Benjamin, é inegável a ótima performance de Brad Pitt que mantém o mesmo olhar desde quando - ainda no início de sua aparição - é quase irreconhecível, graças também aos ótimos profissionais que souberam usar todas as ferramentas de computação, rendendo a ele, no último 11 de janeiro, o "Globo de Ouro" na categoria "Melhor Ator em filme dramático". O mais incrível é que durante os 53 primeiros minutos do filme, Brad Pitt não contracena com ninguém e não usa maquiagens. Ele só interpreta e fala simultaneamente em um ‘fundo verde’, tudo isso sincronizando com um dublê. Essa primeira uma hora conta com muitas técnicas de efeitos especiais computadorizadas. Para entender melhor, no Youtube já existe um vídeo que revela algumas etapas da caracterização do artista. (veja aqui)

Benjamin se decepciona, ama, ri, fica triste, perde pessoas queridas, viaja pelos mares como marinheiro liderado por um capitão bêbado, participa da Segunda Guerra Mundial. Mas a mensagem principal do filme é que a única certeza do ser humano é que vai nascer, envelhecer e morrer. E que a vida não é um mar de rosas pra ninguém, cada um sabe a cruz que carrega, mas é possível aprender muita coisa e ensinar também.

O diretor e prêmios
Se você assiste filme por causa do diretor, é melhor tomar cuidado. Não espere que David Fincher faça nesse longa o mesmo trabalho realizado em “O clube da luta”, por exemplo, pois nessa nova produção ele arrisca mudar completamente de gênero e parece que já agradou a Academia, pois além de faturar “Globo de Ouro” – na categoria “Melhor diretor de longa-metragem “ - o filme já é indicado para disputar o Oscar de Melhores Efeitos Visuais. E não pára por aí, pois teve mais “Globo de Ouro”: um para Alexandre Desplat (“Melhor trilha sonora original”) e outro para Eric Roth (“Melhor roteiro de longa-metragem”). Além disso, o filme já faturou até o momento 117 milhões de dólares.

Nota: 8,0

Confira o trailler:

Ficha Técnica:
Título original: “The Curious Case of Benjamin Button”
Título no Brasil: “O Curioso Caso de Benjamin Button”
Gênero: Drama – Fantasia
Classificação etária: 12 anos
Duração: 167 min.
Ano EUA: 2008
Estréia: EUA - 25 de Dezembro de 2008
Estréia: Brasil - 16 de Janeiro de 2009
Estúdio: Warner Bros.
Direção: David Fincher
Roteiro: Eric Roth
Elenco: Cate Blanchett, Julia Ormond, Faune A. Chambers, Elias Koteas, Donna DuPlantier, Jacob Wood¹, Earl Maddox, Ed Metzger, Jason Flemyng, Danny Vinson, David Jensen (2), Joeanna Sayler, Taraji P. Henson, Mahershalalhashbaz Ali, Fiona Hale

Por: Gisele Santos (BOOM!)

8 comentários:

Gabriela Gonçalves disse...

inda não vi o filme, mas confesso que fiquei um tanto curiosa sobre o mesmo, vi trailler e me intrigou bastante.

raphaelministry disse...

ficar 3 horas no cinema bicho
nao mesmo!
fiquei com trauma do titanic
vou esperar pra alugar véi

0ooALEoo0 da silva sauro ximba disse...

assisti ao filme com a minha namorada
nós falamos muito sobre o filme enquanto assistiamos, eu pensava em assistir a um final surpeendente e que não chego

mais achei a historia muito linda e original

o filme é muito cansativo e se eu estivesse assistindo sozinho fatalmente teira dormindo nos 55 minutos do filme kkkkkkk

é cansativo mais acaba nos pretendo a historia , pra saber como a historia termina

amor tu mando bem demais neste post, fico muito bom mesmo

Fabiano Souza disse...

eu assisti e achei muito tempo pra nada tchan acontecer
tipo aquele comercial de lâminas
a primeira faz tchan
a segunda faz tchun
e tchan tchan tchan tchan
filme chato talvez mesmo por causa da duração
acho que o que prende é mesmo a gente sabendo o que vai acontecer é a curiosidade pra ver como ele vai ficar no fisico
muitas vezes me fez lembrar forest gump

Brunas F. disse...

poo eu amei o filme!! me emocionei com a história di Benjamin *.* mas achei q a Kate Blachet fazendo papel de 'bonita' foi meio forçado rsrs

Bjoo

alexandramatias2009 disse...

marley e eu , chorei no fim
mas é chatinho o filme

se benjamim é chatinho também nem vou gastar a minha grana que anda curta ahuahauahuauh

eu recomendo o menino do pijama listrado

e gi você viu bolt?

Patricia disse...

eu quero ver esse filme, mas estava achando que ele era chato, pela sinopse, seu post atiçou minha curiosidade.
e é bom saber que o brad pitt estava bem, ele não me convence às vezes (quase sempre).
:)

vida cotidiana disse...

Vou ver esse filme por curiosidade, alguns amam outros detestam, uma coisa é verdade, deve ser bom por causa dos efeitos, porque a história, acho que não...