sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

DONA LUPA FALA TUDO SOBRE O BBB9 NO PODCAST BOOM #3

Dona Lupa fala sobre o BBB9 exclusivamente para o podcast Boom! Ela fica antenada no BBB durante 20 horas por dia - em cinco pontos de pay per view - e nada escapa de sua lente. Dona Lupa mantém o "Tevescópio" - blog que recebe diariamente 40 mil visitas - e administra milhares de comentários. Esse sucesso todo é devido a polêmica do assunto que sempre divide opiniões e principalmente pela sinceridade de Dona Lupa, que não se intimida e fala tudo, doa a quem doer. Ouça agora mesmo o Podcast Boom. E não esqueça! A Dona Lupa não perdoa!!!!!

Ouça no player abaixo:


35,8 Megas - duração 00:39:09

Downloads:
Arquivo MP3 - IPOD mp3 player - Arquivo ZIPADO
Assine o Feed programaboom.podOmatic.com/rss2.xml
Ou pode ouvir direto AQUI NO LINK

Produção e apresentação: Gisele Santos
Edição: Elias Aftim (Studio Latitude)

Apoio:
Studio Latitude http://www.studiolatitude.com.br/
Tevescópio http://www.tevescopio.blogger.com.br/

Pocasts anteriores AQUI

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

KELLY CLARKSON QUEBRA RECORDE NA BILLBOARD

Prestes a lançar seu 4º álbum, a cantora americana Kelly Clarkson bateu o recorde da Billboard com seu novo single “My Life Would Suck Without You”. A música saiu da 97ª para a 1ª posição - posto que pertencia a Britney Spears, com “Womanizer” - marcando a maior arrancada de uma semana para outra nos 50 anos de história da Billboard.

A canção atingiu também o primeiro lugar no digital, com 279.605 vendidos na primeira semana.“My Life Would Suck Without You” é o primeiro single do quarto álbum de Clarkson, "All I Ever Wanted", que será lançado dia 10 de março.

No Brasil, os sucessos “Because Of You” e “Breakway” fizeram com que a cantora vendesse 55 mil cópias de "Breakaway". A jovem traz em sua bagagem 16 milhões de álbuns vendidos no mundo, 2 Grammy Awards, 2 American Music Awards, 2 MTV Awards e 11 Billboard Awards. A outra vez em que Kelly atingiu o número #1 no Hot 100 foi em 2002 com “A Moment Like This,” que foi da 52ª para 1ª posição.

fonte: Sony Music - foto: divulgação

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

TOM JAZZ ANUNCIA AGENDA DE SHOWS

JANEIRO
- Gabriel Guerra
Dia 27 de janeiro - terça-feira - 22h
Ingresso à venda

- Leny Andrade e Gilson Peranzzetta
Dias 30 e 31 de janeiro - sexta e sábado - 22h
Ingressos à venda em breve

FEVEREIRO


- Leny Andrade e Gilson Peranzzetta
Dia 01 de fevereiro - domingo - 20h
Ingressos à venda em breve

- Camila Rondon
Dia 05 de fevereiro - quinta-feira - 22h
Pela primeira vez no Tom Jazz
Ingressos à venda em breve

- Preta Gil
Dias 06 e 07 de fevereiro - sexta e sábado - 22h
Show do CD "Noite Preta"
Ingressos à venda

- Proveta e Convidados
Dia 05 de fevereiro - quinta-feira - 22h
Ingressos à venda

- Mariana Belém
Dia 12 de fevereiro - quinta-feira - 22h
Ingressos à venda

- Dominguinhos
Dias 13, 14 e 15 de fevereiro - sexta e sábado, às 22h - domingo, às 20h
Ingressos à venda

- MPB4 e Duofel
Dias 27, 28 de fevereiro - sexta e sábado, às 22h
Ingressos à venda

MARÇO


- MPB4 e Duofel
Dia 01 de março - domingo - às 20h
Ingressos à venda

- Nenhum de Nós
Dias 13 e 14 de março - sexta e sábado, às 22h
Projeto Sons da Nova
Ingressos à venda e informações em breve

- Marisa Orth
Todas as quintas-feiras - 22h
Ingressos à venda e informações em breve

ABRIL

- Giana Viscardi e convidados
Todas as terças-feiras - 22h
Ingressos à venda e informações em breve

Outras informações, consulte o site do Tom Jazz (SP) http://www.tomjazz.com.br/

fonte: Assessoria de imprensaTom Jazz

domingo, 25 de janeiro de 2009

CANSATIVO CASO SURREAL COM EFEITOS ESPECIAIS SURPREENDENTES

Gisele Santos

História surreal e cansativa, com quase três horas de duração. “O curioso caso de Benjamin Button” mostra a vida do ser humano ao contrário, isto é, o personagem interpretado por Brad Pitt nasce em forma de um bebê ‘velhinho’ todo enrugado, em 1918, quando a Primeira Guerra Mundial chega ao fim, mas a idade é de um recém-nascido. No decorrer do filme ele fica com aparência física cada vez mais jovem e faz aniversário normalmente. Ele falece em forma de um bebê, mas tem 81 anos. Toda a trama é baseada no clássico conto homônimo de F. Scott Fitzgerald (1920).

A maior parte do filme é monótono, pra não dizer chato, mas prende atenção com o formato de época e algumas passagens históricas como referências a “Pearl Harbor” e a primeira nadadora a atravessar o Canal da Mancha, além da transformação das várias idades do personagem. É até aceitável passar esse tempo todo em frente a tela.

Por falar nas fases da vida de Benjamin, é inegável a ótima performance de Brad Pitt que mantém o mesmo olhar desde quando - ainda no início de sua aparição - é quase irreconhecível, graças também aos ótimos profissionais que souberam usar todas as ferramentas de computação, rendendo a ele, no último 11 de janeiro, o "Globo de Ouro" na categoria "Melhor Ator em filme dramático". O mais incrível é que durante os 53 primeiros minutos do filme, Brad Pitt não contracena com ninguém e não usa maquiagens. Ele só interpreta e fala simultaneamente em um ‘fundo verde’, tudo isso sincronizando com um dublê. Essa primeira uma hora conta com muitas técnicas de efeitos especiais computadorizadas. Para entender melhor, no Youtube já existe um vídeo que revela algumas etapas da caracterização do artista. (veja aqui)

Benjamin se decepciona, ama, ri, fica triste, perde pessoas queridas, viaja pelos mares como marinheiro liderado por um capitão bêbado, participa da Segunda Guerra Mundial. Mas a mensagem principal do filme é que a única certeza do ser humano é que vai nascer, envelhecer e morrer. E que a vida não é um mar de rosas pra ninguém, cada um sabe a cruz que carrega, mas é possível aprender muita coisa e ensinar também.

O diretor e prêmios
Se você assiste filme por causa do diretor, é melhor tomar cuidado. Não espere que David Fincher faça nesse longa o mesmo trabalho realizado em “O clube da luta”, por exemplo, pois nessa nova produção ele arrisca mudar completamente de gênero e parece que já agradou a Academia, pois além de faturar “Globo de Ouro” – na categoria “Melhor diretor de longa-metragem “ - o filme já é indicado para disputar o Oscar de Melhores Efeitos Visuais. E não pára por aí, pois teve mais “Globo de Ouro”: um para Alexandre Desplat (“Melhor trilha sonora original”) e outro para Eric Roth (“Melhor roteiro de longa-metragem”). Além disso, o filme já faturou até o momento 117 milhões de dólares.

Nota: 8,0

Confira o trailler:

Ficha Técnica:
Título original: “The Curious Case of Benjamin Button”
Título no Brasil: “O Curioso Caso de Benjamin Button”
Gênero: Drama – Fantasia
Classificação etária: 12 anos
Duração: 167 min.
Ano EUA: 2008
Estréia: EUA - 25 de Dezembro de 2008
Estréia: Brasil - 16 de Janeiro de 2009
Estúdio: Warner Bros.
Direção: David Fincher
Roteiro: Eric Roth
Elenco: Cate Blanchett, Julia Ormond, Faune A. Chambers, Elias Koteas, Donna DuPlantier, Jacob Wood¹, Earl Maddox, Ed Metzger, Jason Flemyng, Danny Vinson, David Jensen (2), Joeanna Sayler, Taraji P. Henson, Mahershalalhashbaz Ali, Fiona Hale

Por: Gisele Santos (BOOM!)

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

PODE VIR QUENTE...O RIO FERVEU!

O verão ainda não acabou, mas a 14ª semana de moda do Rio de Janeiro já pontuou as tendências para o outono-inverno de 2009, e eu fiz um compacto e vou contar tudo aqui, e eu não me esqueci de vocês não viu...HOMENS! Com uma releitura dos Arcos da Lapa, a Marina da Glória foi vestida pelo diretor de cinema Ricardo Nauemberg, dando um ar de arte contemporânea. Com o tema “Rio, Caleidoscópio Cultural Brasileiro”, o Fashion Rio mostrou a convivência de diversos estilos e linguagens. O Rio é leve... é Bossa, com isso se inspiram na tropicalidade, boemia e toda a diversidade cultural que o Rio oferece.

TENDÊNCIAS DE ESTILOS
Os estilistas se inspiraram em referências étnicas como cowboys norte-americanos, índios, roqueiros, releituras da moda 80’s e até referências em blogs, revisitando o street fashion. Um mix de estilos onde ninguém vai ficar de fora, ou seja, as tendências estão para todos os gostos.

Calças coladas ao corpo no estilo “jogging”, amplas de modelagem solta com a saruel. Os vestidos continuam com força total, mas agora ganham modelagens mais secos, com volumes nas mangas, bustos e quadris. Cinturas estão mais acentuadas, demarcando a feminilidade. As mulheres podem continuar apostando no corte de cós alto, tanto para calças, quanto para shorts e saias. Coletes, paletós sequinhos, casacos com capuzes, tops desconstruídos, trench-coats e capas vem com tudo.

Trabalhos manuais voltam à cena com bordados, aplicações, franjas, tressê, colagens, crochê, babados e laços. Para complementar o style, muitas sobreposições e misturas de cores sóbrias e flúor para quebrar a monotonia.
Os looks "country" e étnicos ganham estilizações para compor o figurino das mulheres e homens cosmopolitas, apostem nisso. Cada vez mais o oriente invade o ocidente com sua cultura.

O conforto e a praticidade continuam em alta, e por isso o jeans continua sendo o “queridinho” da maioria das tribos, e vem com lavagens acentuadas e ganham aparências acetinadas, “sujas”, muitos detalhes em calças, coletes, macacões e jaquetas.

E como todo o inverno, as estampas em xadrez continuam reinando, com novas formas, misturas de cores e ganhando cada vez mais espaço em diferentes peças e estilos, principalmente com a mistura de “patchwork” nas combinações.
Mas o must have das it girls serão as jaquetas de couro, gastas...deixando o estilo cool e despojado.

TECIDOS e TEXTURAS
Seguindo a onda “eco-friendly”, muitas marcas mostraram peças ecologicamente corretas, texturas diferenciadas, tranformando até paetês que são feitos de plástico... em paetês feitos com tecidos, cores inspiradas na natureza, peças feitas com fibras de bambu, linho, lãs orgânicas, couros ecológicos e tecidos de algodão.

A aposta fica na mistura antagônica dos tecidos nobres e tecnológicos, fazendo com que as combinações e texturas sejam surpreendentes, como a mistura de tricô com couro, organza, tule, rendas, seda, veludo, neoprene, moleton, lãs e malhas.

Outro destaque fica por conta das peças texturizadas por plissês, pregas, amassados, tecidos empapelados e desconstruções. Elementos geométricos, pontos de luz, grafismos e estampas digitais deixam as peças menos pesadas.

CORES
O preto, que também é conhecido como “black-for-ever” é sempre a cor predileta da estação, mas as coleções inovaram com cores inusitadas. Veja a paleta de cores que o BOOM! captou do Fashion Rio:
- variações de cinza, chumbo
- marrom, café, chocolate, terrosos, ocre
- pink, rosa boreal
- cru
- roxo, uva, lilás, púrpura, fúcsia
- vermelho, vinho
- azul marinho, azul cobalto
- nude, off-white, neve, água, marfim, cru
- ouro velho
- laranja
- verde, verde-escuro, verde musgo

Aproveite as dicas e inspire-se para arrasar na próxima estação, e enquanto isso eu continuo antenadíssima na São Paulo Fashion Week para trazer mais tendências para você. Fique ligado no BOOM!
Por Ida Kazue (BOOM!)
Fonte: site Fashion Rio

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

ESPETÁCULOS DE IMPROVISAÇÕES EM ALTA NOS PALCOS

Não importa quem surgiu primeiro. Não importa quem copiou quem. O público cada vez mais procura peças de humor improvisadas, ou seja, onde ele mesmo participe ali mesmo sentadinho na platéia sugerindo frases, lugares, temas, etc. Todos os espetáculos são inspirados no programa "Whose Line is it Anyway?" (Inglaterra e EUA). Funcionam como um jogo, os atores improvisam as esquetes de acordo com temas sugeridos pela platéia. Alguns possuem quadros com tempos diferenciados, muitas vezes reduzidos a cada cena, sendo um grande desafio e envolvendo os presentes que muitas vezes torcem para os artistas não conseguirem realizar.

Grupos disputam a preferência do público

O pessoal do grupo “Improvável” (www.improvavel.com.br) - formado por Rafinha Bastos, Anderson Bizzochi, Elidio Sanna e Daniel Nascimento - estará em Curitiba, no Teatro Regina Vogue, dias 30 e 31/01 e 01/02. Os ingressos já estão esgotados. A temporada semana em São Paulo volta em fevereiro.

Confira o vídeo:



“Zenas Emprovisadas - Z.É.” – (www.zenasemprovisadas.com.br) volta a se apresentar na capital paulista, dias 07 e 08 de março, no HSBC Brasil. Os ingressos estão à venda e variam de 40 a 80 reais. Outras informações www.ingressorapido.com.br . O elenco é composto por Fernando Caruso, Gregório Duviver, Marcelo Adnet e Rafael Queiroga. E como o “Improvável” sempre contam com convidados especiais.

Confira o vídeo:



Existe também "Jogando no Quintal" com atores caracterizados de palhaços - todos com nariz vermelho - com cenas e jogos sobre futebol e torcedores, principalmente fanáticos, agitando ainda mais a platéia do que “Z.É” e "Improvável". O time de palhaços-atletas é formado por Chabilson (Allan Benatti), Olímpio (Cláudio Thebas), Fandango (Cristiano Karnas), Manjericão (Eugênio La Salvia), Rubra (Lu Lopes), Fonseca (Marco Gonçalves), Comendador Nelson (Nando Bolognesi), Manela (Paola Musatti), Mademoiselle Blanche (Rhena de Faria), Adão (Paulo Federal), João Grandão (Márcio Ballas) e Cizar Parker (César Gouvêa). Próximos espetáculos: 31/01 e 01/02, no Teatro Tucarena (SP). Ingressos 40 reais cadeiras e 20 reais banco. Central de informações 11-3188-4156.

Confira o vídeo:



Ponto negativo
Todos esses trabalhos, quando foram criados, tinham objetivo de alcançar um público que não tem muitas condições financeiras de ir em espetáculos 'careiros'. Cobravam preços populares (5 reais). Ultimamente a maioria deles custam de 40 reais pra cima.

por: GISELE SANTOS (BOOM!)
fontes: Youtube, sites oficiais

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

PEÇA “OITO A ZERO” MISTURA TEATRO E FUTEBOL E SATIRIZA OS TORCEDORES FANÁTICOS

Gustavo Dittrichi

São Paulo já começa a retomar o circuito de peças teatrais em cartaz. Para quem gosta de comédia e futebol, uma ótima pedida é Oito a Zero – Os Futebóis do País, que satiriza situações da paixão do torcedor brasileiro pelo futebol.

A peça acompanha a trajetória de uma torcedora fanática que promete que se o seu time for para a final do campeonato, irá assistir ao jogo do time adversário usando a camiseta inimiga. Através desse fio narrativo, apresentam-se mais histórias inusitadas e divertidas, como a jovem que quer vingança por ter sido trocada na infância por um jogo de botão ou o cinegrafista que se apaixona por uma torcedora no estádio de futebol.

O nome do espetáculo, “Oito a Zero”, refere-se ao resultado de um jogo de futebol, aquele pelo qual a protagonista fica torcendo pelo time do coração. De forma inusitada e engraçada, a sátira do torcedor fanático é tratada de uma forma bem leve, divertida e sem caracterizar estereótipos.

O espetáculo está em cartaz no Teatro União Cultural (Bairro do Paraíso, São Paulo), até 26 de abril. As sessões acontecem as sextas, 21h30, aos sábados às 21h e aos domingos às 20h. O preço é salgado, mesmo para uma comédia, que costuma ser mais do agrado do gosto público: R$ 40. Quem for de carro ainda paga estacionamento. Mais informações no site: www.uniao.com.br


OITO A ZERO – OS FUTEBÓIS DO PAÍS
Com Alexandre Freitas, Carol Ferretti, Marco Aurélio Campos, Luciano Gatti, Paulo Coronato, Ricardo Sawaya, Sérgio Rufino e Thiago Adorno.

Dirigido por Pedro Garrafa.

Teatro União Cultural
Rua Mário Amaral, 209 - Paraíso - Zona Sul
Mias informações: 3885-1022
Por Gustavo Dittrichi
FONTES: Teatro União, Uol.
FOTO: divulgação.

domingo, 18 de janeiro de 2009

ELTON JOHN FAZ SHOW PARA MUITOS LEIGOS E POUCOS FÃS EM SÃO PAULO

Gisele Santos

Às 22h em ponto, embaixo de uma fina garoa, Elton John iniciou o show da turnê “Rocket Man”, no Sambódromo do Anhembi, em São Paulo, no último sábado, 17 de janeiro, abrindo a temporada 2009 de grandes eventos internacionais no país.

Aos 61 anos, o gordinho Elton - que usava um fraque estampado com araras, tucanos, folhagens e flores (talvez uma homenagem a Amazônia) – durante 2h20 de apresentação não interagiu muito com a platéia, que somava quase 30 mil pessoas. Diferente da primeira vez que esteve por aqui, em 1995, no Ibirapuera. Mas mostrou que a idade ainda não o impede fazer o já tradicional malabarismo em cima do piano, quando ele se equilibra segurando com as mãos no instrumento de corda percutida, levando as pernas para o ar, como se fosse plantar bananeira (conforme ilustra a foto acima). Ele fez isso apenas uma vez, no início do show, provavelmente combinado com a produção tupiniquim, pois é quando os fotógrafos trabalham próximos ao placo registrando tudo para os veículos de comunicação.

O set list foi um passeio pelos 40 anos da carreira do músico, principalmente canções dos anos 70 como "Funeral for a friend/love lies bleeding” (1973), música que abriu a noite fazendo a platéia agitar bastante, “Rocket Man” (1972) nome que batiza a turnê atual de Elton John.

O mais intrigante é que brasileiro tem mania de ir aos shows mesmo não conhecendo o trabalho do artista. Isso acontece bastante quando se trata de grandes produções, principalmente internacionais. Prova disso foi uma platéia monótona a maior parte do tempo que só agitava durante hits como “Sacrifice”, mostrando conhecer somente o refrão. Talvez pra exibir algum tipo de status, a maioria das pessoas - mesmo sem conhecer todas as músicas e a trajetória da banda - ainda paga 550 ou 250 reais para ver shows deste porte. Um evento desse nível, ainda mais por somar 50 discos lançados, que equivale 650 músicas, é feito para fãs de verdade. Set list escolhido a dedo. E com certeza fez a felicidade do fã-clube brasileiro Elton John Forever, que acompanha o britânico desde o início da carreira. E fã que é fã carrega faixa gigante em frente ao hotel e portões do local do evento e na grade do palco. Foi isso que a turma deste fã-clube fez (foto ao lado).

Outra coisa que intriga é a lista de exigências dos artistas gringos. No Rock in Rio II o baixinho Prince pediu 200 toalhas brancas, sendo que usou 50 delas. Com Elton não foi diferente, ele pediu que o camarim fosse decorado com bonsais, palmeiras, orquídeas cor-de-rosa e brancas. E pasme, todos os talos das plantas não podiam ter espinhos e folhas, e deviam medir 11 centímetros.

O som do local estava muito ruim, principalmente o microfone com muitas falhas e áudio com volume baixo. Quem fazia parte da platéia VIP - dos ingressos de 550 reais - reclamava não ouvir direito, pior ainda para quem estava desta área para trás, digamos, dos menos favorecidos financeiramente. Bom, no Anhembi sempre acontece esse tipo de transtorno nos eventos. Não é um bom lugar para realização de shows.

Todos os problemas técnicos foram driblados com muita competência por Elton e sua banda, que é formada por: Davey Johnstone (guitarra), Nilegl Olson (bateria), Guy Babylon (teclado), Bob Birch (baixo), John Mahon (percussão).

O público, talvez pra não levar nota zero de participação, agitou no fim do show durante as setentistas "Crocodile Rock", "Saturday Night's Alright", "Skyline Pigeon" e "Your Song". Fazendo lembrar um grande baile das antigas, com direito a coro “La La La La” como aconteceu durante o refrão de “Crocodile Rock” – até conseguiram fazer com que Elton levantasse do banquinho do seu piano - que contava com uma bandeira do Brasil em sua calda - para ‘orquestrar’ o tal “La La La”. Foi bonito também quando todos acenderam celulares e isqueiros, iluminando todo o Sambódromo, ao som de "Candle In The Wind", música que teve a primeira versão em 1973 homenageando Marilyn Monroe e foi reescrita em 1997, intitulada "Candle In The Wind 97", em homenagem a princesa Diana.

Elton John encerra turnê brasileira no RJ
Nesta segunda-feira, 19, às 22h, os fãs cariocas terão oportunidade de assistir ao show na Praça da Apoteose, que também conta com abertura de James Blunts. Ainda há ingressos. Outras informações (21) 2545- 9412.

Set List:
01- "Funeral For A Friend/Love Lies Bleeding"
02- "The Bitch Is Back"
03- "Mad Man Across the Water"
04- "Tiny Dancer"
05- "Levon"
06- "Believe"
07- "Take Me To The Pilot"
08- "Goodbye Yellow Brick Road"
09- "Daniel"
10- "Rocket Man"
11- "Honky Cat"
12- "Sacrifice"
13- "Don't Let the Sun Go Down On Me"
14- "I Guess That's Why They Call It The Blues"
15- "Sorry Seems To Be The Hardest Word"
16- "Candle In The Wind"
17- "Bennie And The Jets"
18- "Sad Songs"
19- "Philadelphia Freedom"
20- "I'm Still Standing"
21- "Crocodile Rock"
22- "Saturday Night's Alright"
BIS:
23- "Skyline Pigeon"
24- "Your Song"

Por: GISELE SANTOS (BOOM!)
fotos: Agência Estado e Elton John Forever

sábado, 17 de janeiro de 2009

SÃO PAULO OFERECE ATRAÇÕES CULTURAIS GRATUITAS EM COMEMORAÇÃO AOS 455 ANOS

Gustavo Dittrichi


Não é novidade que a cidade de São Paulo é pólo cultural e atrai turistas de diversos locais em busca da fervilhante vida noturna da capital e, é claro, das inúmeras opções culturais. São 280 cinemas, 120 teatros, 72 museus e 39 centros culturais, além da cidade também ser a Capital Mundial da Gastronomia, eleita em 1997 durante o 10º Congresso Internacional de Gastronomia, Hospitalidade e Turismo (CIHAT). É claro que agora que a cidade está completando 455 anos, no dia 25 de janeiro, não podiam faltar manifestações artísticas e culturais. E, para comemorar a data tão especial para os paulistanos, a agenda da capital está recheada de atrações.

As comemorações começaram no dia 11, domingo, com um espetáculo teatral itinerante, que começou no Páteo do Colégio e fez o trajeto por pontos históricos de São Paulo, como o mosteiro de São Bento. As intervenções artísticas, além de interagirem com o público, contaram a história da cidade através de curtos quadros, com muito bom humor.

Outro destaque cultural em São Paulo é a arte do graffiti. E é claro que esta manifestação de arte urbana tinha que estar presente nas comemorações: o artista plástico Eduardo Kobra está confeccionando, desde o dia 5 de janeiro, um mural com cerca de mil metros quadrados em um muro da Avenida 23 de Maio, uma das mais famosas da cidade. A obra, toda em preto e branco, traz uma cena paulistana da década de 20, e deve ser entregue no dia 25 de janeiro, dia do aniversário da cidade. Apesar dos lamentáveis acontecimentos envolvendo a lei Cidade Limpa – onde fiscais apagaram um enorme mural de graffiti dos Gêmeos, o trabalho de Kobra é mais um presente para a arte urbana da de São Paulo.

No dia 24 de janeiro, às 20h, a Casa das Rosas (Avenida Paulista, 37) prepara uma apresentação especial: é o projeto Poeta em Cena, que mistura teatro e poesia, homenageando autores contemporâneos por meio da encenação de seus poemas. A partir do dia 31 de janeiro, a temporada segue com apresentações aos sábados e domingos, até 15 de fevereiro, sempre às 20 horas. A entrada é gratuita, mas deve-se chegar com uma hora de antecedência para retirada dos ingressos.

Também dá pra aproveitar a data para conhecer pontos turísticos e históricos de São Paulo. O Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1.000, Paraíso) é um dos deles. Atividades como oficinas, peças de teatro, saraus e dança de salão completam as atrações do lugar. A programação teatral de janeiro oferece apresentações de terça a domingo. Entres os espetáculos estão “Entre Divas e Senhoritas”, “Quixote” e “Réquiem”.

O Museu da Língua Portuguesa, que ocupa parte do prédio da Estação da Luz, também é ótimo roteiro. Moderno, ele conta com as mais diversas atrações e recursos multimídia para mostrar a história e a importância da língua brasileira. Com as mudanças da reforma ortográfica, ele também sofrerá as devidas alterações. No primeiro andar, ficam exposições temporárias. Até o dia 1º de março, o museu abriga uma mostra sobre Machado de Assis.

Também têm a Pinacoteca do Estado, em frente da Estação da Luz e do Museu da Língua Portuguesa. Com um acervo de mais de 4 mil obras, destaca-se por reunir trabalhos de artistas como Cândido Portinari, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti. Para artes plásticas, também há o MASP (Museu de Arte de São Paulo). Além de dar uma voltinha na Avenida Paulista (o museu fica no número 1.578), principal via e ponto fervilhante 24 horas por dia da capital, conhecer o MASP é uma viagem pela cultura. Atualmente, abriga uma exposição do pintor brasileiro Cândido Portinari, incluindo seu quadro mais famoso, o "Retirantes", de 1944.

O Museu do Ipiranga é uma viagem pela história de São Paulo. Também conhecido como Museu Paulista, foi idealizado para ser um monumento à Independência do Brasil, no mesmo local onde ela foi proclamada, em 1822. O acervo do museu é histórico e reúne documentos e objetos do período de 1850 a 1950. Ele abriga, logo no primeiro andar, a famosa tela “O grito do Ipiranga”, de Pedro Américo. O prédio fica no Parque da Independência, no Ipiranga. A entrada custa R$ 4, mas todo primeiro e terceiro domingo do mês, a entrada é franca.

E não é só em pontos culturais como os museus e centros culturais que estão espalhadas exposições e atrações em homenagem a São Paulo. Quem utiliza transporte público já tem uma grande oportunidade de apreciar arte sem gastar muito: no Metrô e nos trens, o preço de R$ 2,40, da passagem, garante acesso para exposições como o Salão da Paisagem Paulistana, exposição que reúne 22 obras, entre desenhos, pinturas e xilogravuras, retratando algumas das paisagens mais conhecidas de São Paulo, como a Ponte Estaiada, o Parque do Ibirapuera, a Estação da Luz e o Bairro da Liberdade. A exposição está em cartaz na Estação Brás da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) e fica por lá até 30 de janeiro.

Já no Metrô, é possível escapar da rotina diária e fazer turismo. Sim, é isso mesmo: o programa Turismetro oferece, aos sábados e domingos, cinco roteiros diferentes, que abrangem os principais cartões postais da região central de São Paulo e a Avenida Paulista. O trajeto é acompanhado por monitores bilíngues, que explicam sobre os locais visitados. E o preço é um bilhete magnético: R$ 2,40. Quem participa acaba saindo bem mais informado sobre o passado e a cultura da cidade – coisa que nem sempre se tem a oportunidade de apreciar.

FONTES: Verbena Comunicação, Gontof Comunicação, Assessoria de Imprensa da CPTM, Assessoria de Imprensa do Metrô, G1, Uol.

Por Gustavo Dittrichi

QUEM GOSTA DE FILME ALTERNATIVO NÃO PODE PERDER

Ida Kazue

Férias, São Paulo, NADA para fazer?!? Uma ótima sugestão é ir ao Cine Bombril (São Paulo) ver o filme “Alguém Que Me Ame de Verdade” (“Arranged”). É um filme para quem quer fugir um pouco dos “blockbusters”, e assistir a uma história diferente. Mas ainda só estreou no Rio de Janeiro e São Paulo.

O longa foi dirigido por Diane Crespo e Stefan Schaefer (roteirista), é uma comédia dramática que no começo até achei que fosse mais uma história de amor impossível, mas me surpreendi com o romance.

Conta a história de uma judia ortodoxa, Rochel (Zoe Lister Jones), e da muçulmana Nasira (Francis Benhamou), que dão aula em uma escola multicultural do Brooklyn (New York). Apesar da rivalidade religiosa, as duas tornam-se grandes amigas e o forte elo de ligação delas é a pressão que enfrentam por casamentos arranjados.

A trama, que envolve as duas jovens, mostra todo o desenrolar da procura por um bom partido, pois sendo muito religiosas e comportadas, elas aceitam a condição de casarem-se, mesmo que por casamentos arranjados, e mesmo assim não perdem a esperança de encontrar alguém com quem tenham afinidades.

O preconceito é um assunto que também rodeia o filme. As duas sofrem muito preconceito de suas próprias famílias e de suas comunidades. Mas o que é sempre recorrente são as tradições religiosas, e mesmo que as duas vivam no século XXI, respeitam as raízes e de formas inusitadas, adaptam ao mundo moderno.

Para ver o trailer do filme:

Vídeo

FICHA TÉCNICA
Nota 9.0
Título original: Arranged
Título em Português: Alguém que me ame de verdade
Dirigido por: Diane Crespo e Stefan C. Schaefer
Gênero: Comédia / Drama
Duração: 89 min
Ano: 2007
País de origem: Estados Unidos

fonte: Reuters e site oficial do filme
foto: Divulgação

Por Ida Kazue (BOOM!)

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

VOCALISTA DA BANDA MADE IN BRAZIL COMETE SUICIDIO

Na noite do último 07 de janeiro, Deborah Carvalho, 46, cometeu suicídio. Ela já tinha tentado se suicidar uma vez, também ingerindo remédios. A cantora era casada com o guitarrista e vocalista Oswaldo Vechhione, ambos da banda paulista Made in Brazil que está na estrada há 30 anos.

Deborah participou das gravações da nova temporada do reality show "Troca de Família", transmitido pela TV Record, que ainda deve ir ao ar, pois a família da artista parece não impedir a emissora. Segundo matéria da Folha de S.Paulo, Deborah afirma em um depoimento ao programa que seu casamento passava por uma crise, confessou sofrer de depressão e citou um suposto caso extra-conjugal do marido. Em seu perfil publicado no site da banda ela publicou que não acredita em homem fiel. Deborah participou do programa "Casos de Família", ao lado de seu único filho e da banda Made in Brazil, que foi exibido pelo SBT no último 07 de janeiro (data de seu suicido). O tema do programa foi: “Mães diferentes do convencional”. O que chama atenção no vídeo é como ela era uma mãe liberal, esclarecida. Enquanto seu filho aparenta sentir-se um E.T perto dos pais, tanto que a psicóloga do talk show o classificou como careta. (veja o vídeo).

No Youtube já existe um vídeo com o último show feito por Deborah, que aconteceu dia 17 de dezembro passado. E no Orkut oficial da banda, fãs criaram um tópico onde publicam suas últimas homenagens. Carinhosos, muitos a rotulam como “primeira dama do rock n’roll brasileiro”.

por: GISELE SANTOS (BOOM!)
foto: divulgaçãofontes: Folha de S.Paulo, site Made in Brazil, STB online

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

LOS HERMANOS VOLTAM AOS PALCOS, SHOW DO ELTON JOHN NA TV, VICTOR E LEO COM AGENDA LOTADA, PRINCE FEZ PLÁGIO, LIVING COLOUR LANÇA CD AO VIVO

*Há mais de um ano atrás muitos fãs do grupo Los Hermanos ficaram preocupados com a notícia que eles iam dar um tempo nas atividades. Muita gente acreditava que era uma notícia para despistar o fim da banda. Mas agora os cariocas do Los Hermanos estão de volta aos palcos para dois shows de abertura: do Radiohead (20 de março no RJ) e do Kraftwerk (22 de março em SP). Agora resta saber se é uma volta definitiva ou só um 'revival'.

*E se você começou o ano no 'vermelho' e não vai poder ir ao show do Elton John (turnê de divulgação do álbum "Rocket Man") que abre a grande temporada de eventos internacionais no país, a alternativa é acompanhar a transmissão na Tv Globo, sábado, 17 de janeiro, às 23h. O show de abertura fica por conta do também inglês James Blunt.

*Após uma breve pausa para aproveitar as festas de fim de ano com a família, a dupla Victor e Leo voltam aos palcos. Segundo agenda do site oficial dos artistas, http://www.victoreleo.com/, estarão nesta quinta (15) no Espirito Santo e seguem para o Rj na sexta para um show em Volta Redonda. E a agenda está recheada por vários pontos do país até dia 31 de janeiro. No final do ano passado a dupla - que faz sertanejo universitário desde 2002 e já carrega na bagagem três discos de estúdio e três ao vivo - lançou um CD em espanhol, mas até agora não foi divulgada agenda internacional.

*A justiça italiana declarou o cantor Prince culpado por plágio. No processo, aberto há 10 anos, dois compositores locais alegam que Prince copiou "The Most Beautiful Girl in the World" (1995) na música "Prince" do CD "The Gold Experience". Enquanto os advogados do cantor tentam recorrer, ele está proibido de divulgar e distribuir a música em território italiano.

*O Living Colour lançará em março um CD duplo ao vivo. Se chama "The Paris Concert", gravado no ano passado. Já existe a versão em DVD deste show nas lojas desde novembro passado.

por: GISELE SANTOS
fontes Nme, sites oficiais - fotos: divulgação


segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

ESSA MAGIA COLORIDA...É VERÃO

Enquanto São Paulo se prepara para “esfriar” com a coleção de inverno do SÃO PAULO FASHION WEEK, que acontece de 18 a 23 de janeiro, o Brasil inteiro continua fervendo. É isso aí garota, o verão chegou e você ainda não comprou seu biquíni? A equipe BOOM! te ajuda e dá dicas para você ficar por dentro de todas as novidades desse verão, principalmente pra você se preparar para o feriadão de carnaval. Para isso, convidamos a consultora de moda Flávia Vasconcellos, colunista do site Falando de Moda, para contar tudo sobre as cores em alta, novas e velhas tendências. Confira:

BOOM! - Flávia, andei olhando uns editorias de moda e alguns catálogos e percebi que o BOOM! desse verão serão os biquínis tomara-que-caia, bijoux enormes e caftãs...essas são mesmo as apostas para o verão 2009?
FV -
São, sim, acho os caftãs chiquérrimos, e creio que eles vão perdurar este ano pelas próximas estações, uma vez que as coleções outono-inverno 2009 se basearam muito no Oriente e na África. Para completar, temos a novela "Caminho das Índias", da Rede Globo, que está prestes a estrear, e, com certeza, influenciará a moda das ruas.

BOOM! - E a moda das estampas de oncinhas, zebras e vacas? Continuam, em alta?
FV -
Continuam, sim, e é bom aproveitar as liquidações para comprar, por exemplo, um sapato ou bolsa de oncinha ou zebra.

BOOM! - E as estampas xadrez que foram as vedetes do inverno? Poderão ainda ser usadas no verão? E as estampas de bolinhas, listras e de figuras geométricas?
FV -
O xadrez pode ser usado o ano inteiro, e as estampas, como bolinha e xadrez, também. Se quiser combiná-las entre si, não vejo problema em fazê-lo, no Rio, as cariocas não costumam ser tão ousadas, já em São Paulo, penso que uma mistura como essa não chamaria tanto a atenção.

BOOM! - Os maiôs vão voltar com força total junto com os vestidos longos para o dia, e os curtos para noite? O que sabe sobre essas tendências?
FV -
A indústria tentou revisitar os vestidões neste verão, mas nas ruas, aqui no Rio, não se vê muito neste verão 2009, os curtos estão ganhando no gosto popular, tanto para dia quanto para noite.

BOOM! - Quais as cores que devemos apostar nesse verão?
FV-
Confesso que não gostava de branco, mas tenho visto tanto branco nas lojas, que até comprei duas camisas brancas neste verão. A moda anda democrática quanto às cores, mas o branco neste verão é aposta certa. Tenho visto também vários tons de verde.

BOOM! - E nos pés?
FV -
Carla Bruni que o diga com seus sapatos baixos, as cariocas amam as sandálias rasteiras, eu acho mais chique um saltinho nem que seja baixo. Após anos de saltões, a moda tem sido mais generosa com os pés cansados, os saltos estão mais baixos.

BOOM! - Alguma dica para quem está fora de forma e não quer perder a praia?
FV -
Use um biquíni mais comportado, uma vez que há vários modelos disponíveis hoje em dia, grandes, pequenos, combinando calcinha e sutiã, descombinando...

BOOM! - Como utilizar as estampas de zebras, oncinhas, grandes bijoux e não ficar "over"?
FV -
Estampa é mesmo questão de estilo. Há pessoas que usam e aquilo para elas é o "básico do básico". Acredito que se você se sente bem soltando as feras, por que não usar estampas de bichos aliadas às bijoux?
Have fun people!!!

O verão está apenas começando!

Por IDA KAZUE (BOOM!)
Fonte: site Cia. Marítima

OS PARALAMAS DO SUCESSO LANÇAM NOVA MÚSICA, FERGIE SE CASA E AMY WINEHOUSE DIZ ESTAR LIVRE DAS DROGAS

*"A lhe esperar" é o nome da nova música dos Paralamas do Sucesso, escrita por Arnalo Antunes e Liminha. A canção faz parte do novo CD "Brasil afora" que será lançado pela gravadora EMI na primeira semana de fevereiro. Desde 2005 a banda não lançava CD de inéditas. Você pode ouvir a música e acompanhar a letra, no site: http://www.sucessoemailing.com.br/music/paralamasdosucesso.html

*A loirissima Stacy Ferguson, mais conhecida como Fergie, casou ontem, domingo (11), com seu empresário William Derella (foto ao lado). O romance começou em 2004 e o casamento foi realizado em uma igreaja de Malibu. Fergie afirma que não sumirá de cena, pois continua com seu projeto solo e firme no Black Eyed Peas também.

*E a polêmica Amy Winehouse ao ver sua foto em um jornal disse ter ficado horrorizada. Segundo ela, após o susto ao perceber sua aparência nada saudável, resolveu fazer "retiro" em um hotel de luxo no Caribe. Em entrevista ao jornal britânico "News of the world" ela contou que está se sentindo calma e em paz pela primeira vez em muitos anos. "Definitivamente posso dizer que estou fora das drogas", diz aliviada. E ainda promete que em breve lançará novo CD: “Em algumas noites eu tenho composto músicas ao piano para me divertir. Estou começando a pensar em gravá-las logo. Quero captar toda a felicidade que estou sentindo e passar para estas canções”.

por: GISELE SANTOS (BOOM!)
fontes: assessorias de imprensa, sites oficiais, news of the wolrd, sucesso emailing - foto AP

GLOBO DE OURO CONSAGRA KATE WINSLET E LONGA “SLUMDOG MILLIONAIRE” VENCE QUATRO ESTATUETAS

A noite da 66ª edição do Globo de Ouro (Golden Globe Awards), promovida pela Imprensa Estrangeira em Hollywood, que aconteceu neste domingo (11) em Los Angeles, finalmente consagrou a atriz Kate Winslet, premiada com duas estatuetas. Já o longa “Slumdog millionaire” foi o grande vencedor da noite, levando os prêmios de melhor filme dramático, diretor, roteiro e trilha sonora original. Outro destaque da noite foi a vitória póstuma do ator australiano Heath Ledger na categoria de melhor ator coadjuvante, por usa interpretação do Coringa em “Batman – O Cavaleiro das Trevas”. A premiação de Ledger – que foi encontrado morto em um quarto de hotel em Nova York há um ano – reforça ainda mais a idéia de que pode ser a primeira vez que o Oscar dará uma vitória póstuma a um ator, visto que a cerimônia é considerada uma prévia do Oscar.

Fazia dois anos desde a última festa do Globo de Ouro. No ano passado, aos vencedores foram divulgados em uma simples coletiva de imprensa, sem as pomposas festas e o pré-show, com o tradicional tapete vermelho. Para apagar o estigma da greve dos roteiristas, a organização investiu na deslumbrante volta da premiação e o tradicional jantar no Beverly Hills Hotel veio para reafirmar o prestígio da cerimônia.

Depois de anos de indicações sem nunca levar um prêmio, a atriz Kate Winslet finalmente conquistou dois troféus, de melhor atriz coadjuvante pelo filme “O Leitor” e de melhor atriz por “Apenas Um Sonho”, filme no qual contracena com Leonardo DiCaprio, 11 anos após terem feito par romântico em “Titanic”. “Vocês vão ter que me desculpar, mas eu não costumo ganhar prêmios”, disse Kate, visivelmente emocionada, ao receber a primeira estatueta. Ela agradeceu ao marido, o diretor Sam Mendes, elogiou as concorrentes e agradeceu ao apoio de DiCaprio.

Já a indicação póstuma de Heath Legder e a posterior vitória foi um momento emocionante, mas esperado pela maior parte do público, da imprensa e dos artistas presentes. O troféu foi entregue ao diretor do filme, Christopher Nolan. Steven Spielberg também foi homenageado com a entrega do troféu Cecil B. De Mille, prêmio que deveria ter sido entregue no ano passado, mas foi adiado por conta da greve dos roteiristas.

Já o prêmio de melhor ator ficou para Mickey Rourke, pelo filme “O Lutador”, em seu retorno ao cinema após anos afastado de Hollywood pro problemas com drogas. Ele venceu Brad Pitt, Sean Penn, Frank Langella e Leonardo DiCaprio.

Já Colin Farrell e Sally Hawkins levaram os prêmios de melhor ator e atriz de comédia ou musical, a última derrotando a favorita, Meryl Streep, indicada pelo musical “Mamma Mia!”.

Diversas celebridades estiveram presentes na cerimônia: o “casal Hollywood”, Brad Pitt e Angelina Jolie, Jennifer Lopez, Clint Eastwood, Penelope Cruz, Eva Mendes, Colin Farrell, Anne Hathaway, James Franco, Miley Cirus, Demi Moore, Drew Barrymore, Renée Zellweger, os Jonas Brothers e o casal mais rentável da Disney, Zac Efron e Vanessa Hudgens. John Travolta, embora tivesse interpretado uma das músicas indicadas a melhor trilha sonora original por “Bolt – O Supercão”, não pôde estar presente por conta do recente falecimento de seu filho.

Confira a lista de indicados e vencedores, em negrito:

Melhor filme - drama:

- “O curioso caso de Benjamin Button”
- “Frost/Nixon”
- “The reader”
- “Revolutionary road”
- “Slumdog millionaire”

Melhor atriz coadjuvante em filme:
- Amy Adams – “Doubt”
- Penelope Cruz – “Vicky Cristina Barcelona”
- Viola Davis – “Doubt”
- Marisa Tomei – “The wrestler”
- Kate Winslet – “The reader”
Melhor canção original:
- “Down to earth” (Peter Gabriel) – “Wall-E”
- “Gran Torino” (Clint Eastwood, Jamie Cullum e outros) – “Gran Torino”
- “I thought I lost you” (Myley Cyrus) – “Bolt”
- “Once in a lifetime” (Beyoncé) – “Cadillac records”
- “The wrestler” (Bruce Springsteen) – “The wrestler”
Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme feito para a TV:
- Neil Patrick Harris – “How I met your mother”
- Denis Leary – “Recount”
- Jeremy Piven – “Entourage”
- Blair Underwood – “In treatment”
- Tom Wilkinson – “John Adams”

Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme feito para a TV:
- Eileen Atkins – “Cranford”
- Laura Dern – “Recount”
- Melissa George – “In treatment”
- Rachel Griffiths – “Brothers and sisters”
- Dianne Wiest – “In treatment”

Melhor ator em série dramática:
- Gabriel Byrne – “In treatment”
- Michael C. Hall – “Dexter”
- Jon Hamm – “Mad men”
- Hugh Laurie – “House”
- Jonathan Rhys Meyers – “The Tudors”

Melhor atriz em série dramática:
- Sally Field – “Brothers and sisters”
- Mariska Hargitay – “Law and order: special victims”
- January Jones – “Mad men”
- Anna Paquin – “True blood”
- Kyra Sedgwick – “Closer”
Melhor longa de animação:
- “Bolt”
- “Kung Fu Panda”
- “Wall-E”

Melhor atriz em filme musical ou comédia:
- Rebecca Hall – “Vicky Cristina Barcelona”
- Sally Hawkins – “Happy-go-lucky”
- Frances McDormand – “Queime depois de ler”
- Meryl Streep – “Mamma mia!”
- Emma Thompson – “Last chance Harvey”
Melhor minissérie ou filme feito para a TV:
- “A raisin in the sun”
- “Bernard and Doris”
- “Cranford”
- “John Adams”
- “Recount”
Melhor ator coadjuvante em filme:
- Tom Cruise – “Trovão tropical”
- Robert Downey Jr. – “Trovão tropical”
- Ralph Fiennes – “A duquesa”
- Philip Seymour Hoffman – “Doubt”
- Heath Ledger – “Batman – O cavaleiro das trevas”
Melhor filme de língua estrangeira:
- “The Baader Meinhof complex” (Alemanha)
- “Everlasting moments” (Suécia/Dinamarca)
- “Gomorra” (Itália)
- “I’ve loved you so long” (França)
- “Waltz with Bashir” (Israel)
Melhor atriz em minissérie ou filme feito para a TV:
- Judi Dench – “Cranford”
- Catherine Keener – “An American crime”
- Laura Linney – “John Adams”
- Shirley MacLaine – “Coco chanel”
- Susan Sarandon – “Bernard and Doris”
Melhor roteiro de longa-metragem:
- Simon Beaufoy – “Slumdog millionaire”
- David Hare – “The reader”
- Peter Morgan – “Frost/Nixon”
- Eric Roth – “O curioso caso de Benjamin Button”
- John Patrick Shanley – “Doubt”

Melhor ator em série musical ou cômica:
- Alec Baldwin - “30 Rock”
- Steve Carell – “The office”
- Kevin Connolly – “Entourage”
- David Duchovny – “Californication”
- Tony Shalhoub – “Monk”
Melhor ator em minissérie ou filme feito para a TV:
- Ralph Fiennes – “Bernard and Doris”
- Paul Giamatti – “John Adams”
- Kevin Spacey – “Recount”
- Kiefer Sutherland – “24: redemption”
- Tom Wilkinson – “Recount”
Melhor série de TV – musical ou comédia:
- “30 Rock”
- “Californication”
- “Entourage”
- “The office”
- “Weeds”
Melhor trilha sonora original:
- Alexandre Desplat – “O curioso caso de Benjamin Button”
- Clint Eastwood – “A troca”
- James Newton Howard – “Defiance”
- A.R.Rahman – “Slumdog millionaire”
- Hans Zimmer – “Frost/Nixon”
Melhor atriz em série musical ou cômica:
- Christina Applegate – “Samatha who?”
- América Ferrera – “Ugly Betty”
- Tina Fey – “30 Rock”
- Debra Messing – “The starter wife”
- Mary-Louise Parker – “Weeds”
Melhor diretor de longa-metragem:
- Danny Boyle – “Slumdog millionaire”
- Stephen Daldry – “The reader”
- David Fincher – “O curioso caso de Benjamin Button”
- Ron Howard – “Frost/Nixon”
- Sam Mendes – “Revolutionary road”
Melhor ator em filme musical ou comédia:
- Javier Bardem – “Vicky Cristina Barcelona”
- Colin Farrell – “Na mira do chefe” (In Bruges)
- James Franco – “Segurando as pontas”
- Brendan Gleeson – “Na mira do chefe” (In Bruges)
- Dustin Hoffman – “Last chance Harvey”

Melhor filme - musical ou comédia:
- “Queime depois de ler”
- “Happy-go-lucky”
- “Na mira do chefe” (In Bruges)
- “Mamma mia!"
- “Vicky Cristina Barcelona”
Melhor atriz em filme dramático:
- Anne Hathaway – “O casamento de Rachel”
- Angelina Jolie – “A troca”
- Meryl Streep – “Doubt”
- Kristin Scott Thomas – “I’ve loved you for so long”
- Kate Winslet – “Revolutionary road”
Melhor série de TV – drama:
- “Dexter”
- “House”
- “In treatment”
- “Mad men”
- “True blood”
Melhor ator em filme dramático:
- Leonardo DiCaprio – “Revolutionary road”
- Frank Langella – “Frost/Nixon”
- Sean Penn – “Milk”
- Brad Pitt – “O curioso caso de Benjamin Button”
- Mickey Rourke – “The wrestler”
Prêmio especial Cecil B. DeMille:
- Steven Spielberg - conjunto da obra
Por Gustavo Dittrichi
Fontes: Reuters, AP, G1, Uol
Crédito das fotos: Reuters e AP

QUEIME DEPOIS DE LER É O BESTEIROL INTELIGENTE QUE DEU CERTO

Pessoas com histórias diferentes se cruzam numa só e a sensação que fica é: “quem escreveu isso deve ter bebido ácido”. “Queime depois de ler” é uma verdadeira miscelânea durante toda a trama, retratando que a comunicação feita de maneira errada pode causar muito mal entendido. O filme mostra também um dos lados, digamos, “negros” do ser humano que muitas vezes se acha o superior do mundo e até o mais esperto. Mas é o que se pode esperar dos irmãos cineastas Joel e Ethan Coen, pois em suas produções ambos sempre destacam as faces, ou se preferir, as fases dos seres humanos: o ruim, o bom, amor, alma, moral, não moral. Eles escreveram esse roteiro no mesmo período em que prepararam “Onde os Fracos Não Têm Vez" (2007), ao qual rendeu o Oscar de melhor filme.

Bom, no início do filme é possível pensar “ok, tem começo, meio e fim”, mas alguns minutos depois de ouvir tantos "fuck" (palavra dita 60 vezes no decorrer do filme) o melhor é relaxar com paciência para tentar entender toda a teia, até chegar no final, que inclusive não tem pé e nem cabeça. Termina do nada! E o mais interessante é que mesmo em torno de tantos personagens diferentes, é possível dar boas risadas. Tá, tudo bem, é uma comédia, mas às vezes muitas cenas tediosas circulam. E assim é necessário mais paciência, principalmente com algumas brincadeirinhas que irritam. O destaque fica para Brad Pitt, que está de parabéns, pois poucas vezes pudemos acompanhar o garotão na grande tela com tanto bom humor.

O ex-agente Osbourne Cox, estrelado por John Malkovich, por raiva de ser expulso da CIA, resolve escrever um livro de suas memórias revelando muitas coisas importantes, entre elas informações sigilosas. Só que o CD é esquecido na academia de ginástica onde Chad Feldheimer (Brad Pitt) e a insatisfeita com o próprio corpo, Linda Litzke (Frances McDormand), trabalham. Ao encontrar o material, Chad e Linda correm até o computador mais próximo para acessar o conteúdo. Vendo a possibilidade de arrancar bastante grana do autor - principalmente Linda almejando utilizar o ‘dim dim’ para realizar todas as cirurgias plásticas - começam a chantagear Osbourne, ameaçando serem muito perigosos. Mas na verdade não passam de dois atrapalhados que causam até a morte de Chad. Ele podia ter fugido, não precisava ter morrido. Realmente os irmãos cineastas devem ter consumido ácido antes, durante e depois da criação do filme. Doideira! Quem mata Chad é o canastrão sedutor Harry Pfarrer (George Clooney) que tinha um caso com a esposa de Osbourne e também com Linda, e nada tinha a ver com nada, mas em um certo trecho as histórias se encaixam – na medida do possível.

É hilário acompanhar a polícia investigando. Eles até comentam “que confusão!”, mas não agem, a não ser mandando queimar o corpo de Chad, ainda sem entender nada. Nem envolvem o FBI no caso, alegando que a história está confusa (mais do que tanta confusão que acontece durante toda a trama). No final, “Queime depois de ler” é o besteirol sem noção que deu certo. E se você não entendeu nada, espera só quando ver o filme...

Como dizia Seu Madruga (Chaves), não é algo que podemos dizer “uhhh, nossa, que filmão”. E muito menos vale a pena pagar pelo ‘salgado’ ingresso para assistir no cinema. É daqueles filmes pra ver em casa mesmo, quando um dia estiver sem nada pra fazer e puder passar na locadora.

E atenção! Esta resenha ‘se auto-destruirá’ em 30 segundos. Caso contrário, sua geladeira e sua cama serão deletadas!

Nota: 7,5

Confira o trailler:


Ficha técnica:
Título original: "Burn After Reading"
Título no Brasil: "Queime Depois de Ler"
Gênero: Comédia
Classificação etária: 14 anos
Duração: 96 minutos
Ano: EUA – 2008
Estréia no Brasil: 28/11/2008
Distribuidora: Universal Pictures do Brasil
Produtora: Mike Zoss Productions, Relativity Media, Studio Canal, Working Title Films
Direção e roteiro: Ethan Coen / Joel Coen
Elenco: George Clooney, Frances McDormand, Brad Pitt, John Malkovich, Tilda Swinton, Richard Jenkins (1), David Rasche, J.K. Simmons, Olek Krupa, Michael Countryman, Kevin Sussman, J.R. Horne, Hamilton Clancy, Armand Schultz, Pun Bandhu

por: GISELE SANTOS (BOOM!)

domingo, 11 de janeiro de 2009

SPFW INVERNO 2009

Prepare-se para o BOOM! que acontecerá entre os dias 18 a 23 de janeiro. São Paulo vai conhecer as tendências para o Inverno 2009 na 26ª edição do SPFW, que terá como tema “brasileirismos”, homenageando o centenário de Carmen Miranda.

As apresentações da Ellus e da 2nd Floor mudaram de data e de horário. A Ellus fará dois desfiles no dia 21.01 (quarta-feira): o primeiro às 16:30hs somente para a imprensa, e o outro às 17:45hs para os demais convidados. A marca 2nd Floor desfilará no dia 20.01 (terça-feira) às 17hs.

DOMINGO 18/01
11h30 FH
14h30 Osklen
17h00 Mario Queiroz
19h00 Cori
20h15 Priscila Darolt
21h30 Colcci

SEGUNDA-FEIRA 19/01
11h00 Isabela Capeto
15h00 Ronaldo Fraga
16h30 Alexandre Herchcovitch
19h00 Forum Tufi Duek
20h30 Do Estilista
21h30 Lino Villaventura

TERÇA-FEIRA 20/01
11h00 Iódice
13h00 Carlota Joakina
17h00 2nd Floor
18h00 Fábia Bercsek
19h00 Huis Clos
20h00 Triton
21h30 Cavalera

QUARTA-FEIRA 21/01
12h00 Reinaldo Lourenço
14h30 Erika Ikezili
15h30 OESTUDIO
16h30 Ellus
17h45 Ellus
19h00 Wilson Ranieri
20h00 V.ROM
21h15 Animale

QUINTA-FEIRA 22/01
15h00 Maria Bonita
16h00 Simone Nunes
17h00 UMA Raquel Davidowicz
18h00 Reserva
19h00 Samuel Cirnansck
21h00 André Lima

SEXTA-FEIRA 23/01
14h00 Gloria Coelho
15h30 Amapô
17h00 Jefferson Kulig
18h00 Maria Garcia
19h00 Alexandre Herchcovitch (masc)
20h30 Neon


Outras informações, no site: http://www.spfw.com.br/


Fonte: site oficial São Paulo Fashion Week

Por Ida Kazue (BOOM!)

O DIA EM QUE A TERRA PAROU DECEPCIONA E PROMOVE UM GRANDE VÁCUO

Com tanta história e vários assuntos que podem virar filmes, resolveram fazer um remake, ou seja, readaptar um filme de 1951. Talvez por ter assunto muito atual - mesmo que a criação do original tenha acontecido há 58 anos atrás - como tentar desvendar um dos grandes mistérios em torno de seres extraterrestres. E talvez também a mensagem mais importante seja o estrago que o ser humano tem feito no planeta terra. Fora o egoísmo, a arrogância e o autoritarismo da nossa raça. O filme “O dia em que a terra parou” começa fisgando a atenção por causa dos efeitos especiais e muita movimentação, mas decepciona próximo do fim, chegando a ser massante. É decepcionante você acompanhar tudo com atenção, pensando que está vendo um ‘filmaço’ e perceber que o fim acompanha o ritmo da proposta da película. Parece que toda a produção dormiu ou perdeu o tesão pelo filme e o finalizou ‘nas coxas’. O roteiro deixa muitas cenas perdidas, diferenciando algumas cenas da ficção científica do original, causando o famoso “vácuo” no telespectador. Definitivamente, fazer algo novo já é difícil, regravar é pior ainda, pois comparações são inevitáveis e é justamente neste momento que a competência ou incompetência dos profissionais são expostas.

Na tentativa de avisar aos moradores do planeta terra que viver em contínuo estado de guerra pode causar sua destruição total, o alienígena Klaatu (estrelado por Keanu Reeves) e um robô gigante, chamado Gort, não são compreendidos ao aterrizar em missão de paz no solo americano. São perseguidos pelas tropas do governo, pois os consideram inimigos.

Destaque para a performance do pequeno Jaden Smith, filho de Will Smith (atualmente em "Sete Vidas"), principalmente quando ele chora a perda do pai no cemitério. Nota zero para a interpretação de Keanu Reeves que parece o cigano Igor (estrelado pelo ator brasileiro Ricardo Macchi, novela Explode Coração de 1995) que fazia a mesma ‘cara’ quando estava feliz ou triste, isto é, completamente inexpressivo.

Nota: 6,5

Confira o trailler:



Ficha Técnica:
Título original: "The Day The Earth Stood Still"
Título no Brasil: "O dia em que a terra parou"
Gênero: Ficção Científica
Classificação etária: 10 anos
Duração: 106 minutos
Ano: EUA – 2008
Estréia no Brasil: 09/01/2009
Distribuidora: 20th Century Fox Film Corporation
Produtora: 3 Arts Entertainment
Direção: Scott Derrickson
Roteiro: David Scarpa, baseado em roteiro de Edmund H. North
Elenco: Keanu Reeves, Jennifer Connelly, John Cleese, Jaden Smith, Kathy Bates, Robert Knepper, Jon Hamm, James Hong

Por: GISELE SANTOS (Boom!)

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

MOCHILEIROS DE TODO BRASIL SE PREPARAM PARA A SEGUNDA EDIÇÃO DO ACAMPAMENTO DIGITAL CAMPUS PARTY

Gosta de acampar? Então prepare a mochila, a barraca e o notebook. Sim! Isso mesmo que você leu: notebook. Mas esqueça o campo com ar livre e imagine uma grande aldeia digital! E o melhor de tudo, sem a mãe, namorado ou marido pedindo pra desligar o computador! De 19 a 25 de janeiro acontece no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo, a segunda edição do "Campus Party", considerado o maior evento de inovação tecnológica e entretenimento eletrônico em rede do mundo, que reunirá milhares de participantes com seus próprios computadores procedentes de diversos países, com a finalidade de compartilhar curiosidades, trocar experiências e realizar todo tipo de atividades relacionadas a tecnologia, a cultura digital e ao entretenimento em rede.

Participam do evento estudantes, professores, cientistas, jornalistas, pesquisadores, artistas, empresários e curiosos. Todos buscam as últimas novidades tecnológicas, a troca livre de conteúdos e o compartilhamento de experiências ligadas ao mundo digital. E também líderes de comunidades online extremamente ativas na sociedade em rede, com enorme poder de formar opinião e criar tendências.

Para abrir o evento, nada melhor do que a presença do pai da World Wide Web (www), o inglês Timothy Berners-Lee. O bacana é que o cara defende a liberdade na grande rede, ou seja, o livre compartilhamento de conteúdo e conhecimento em rede. Tanto que farão uma festa sobre o tema “Liberdade na Rede” – no início do evento - que contará com as atrações musicais do Teatro Mágico e da Dj Lalai.

Os interessados em participar desta aventura virtual, quando cada um poderá testar conexão de 10GB, devem fazer as inscrições através do site http://www.campusparty.com.br/

A expectativa da galera já agita comunidades virtuais

Enquanto aguardam o início do evento, centenas de pessoas se comunicam em comunidades virtuais como Orkut, Twitter, entre outros derivados, combinando horário que ficarão nas filas, organizam caravanas de vários Estados que virão pra Sampa, até comentam quantos gigas de downloads cada participante acha que vai conseguir baixar (inclusive trocam informações sobre os equipamentos). Também podem ser encontradas comunidades sobre temas variados, de acordo com o gosto de cada internauta: games, música, fotografia, entre outras. Em uma das comunidades criaram um tópico que já recebeu mais de 1.800 participações, onde conversam se rolam paqueras durante o “Campus Party”. Quem tiver muitas dúvidas ainda, existe um fórum com mais de 500 dicas – veja aqui.

Agora se liga no que é permitido ou não fazer por lá:

ATENÇÃO, É PROIBIDO:
• Fumar;
• Ingerir bebidas alcoólicas;
• Usar drogas;
• Levar material inflamável (como fluido de isqueiros, por exemplo);
• Levar aparatos elétricos (inclusive chapinha viu meninas, risos);
• Levar foguetes ou fogos de artifício (nem se tiver jogo do seu time!);
• Levar objetos cortantes;
• Levar garrafas de vidro;
• Usar amplificadores;
• Dar uma de hacker;
• Cometer agressão física ou verbal (é melhor segurar as pontas, caso alguém fale mal do seu blog!).

TÁ LIBERADO:
• Acampar durante a semana inteira;
• Conhecer pessoas de diversos lugares do Brasil e do mundo e trocar idéias;
• Participar de festas com DJs super legais e curtir altos agitos;
• Conhecer sites muito legais e jogos inovadores;
• Entender o que será do futuro da web;
• Aprender tudo (ou quase tudo!) sobre JAVA, XHTML, mídias sociais, entre outras coisas que a gente precisa saber!

SERVIÇO:
Campus Party Brasil

De 19 a 25/01/2009

Local: Centro de Exposições Imigrantes - Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 - São Paulo – SP

Estacionamento: Terceirizado, com 5 mil vagas. A empresa vai oferecer desconto especial a quem deixar o carro durante toda a semana.

Horários:
Abertura para visitantes: de 20 a 25/01/2009, das 10h às 22h.
Abertura para ‘campuseiros’: a partir das 12h do dia 19/01/2009.

Inscrições pelo site http://www.campusparty.com.br/

INGRESSOS
Preço do Ingresso: R$150
Pacote de alimentação (opcional): R$150
Forma de pagamento: boleto bancário

Idade mínima: não há limite de idade desde que menores de 18 anos estejam acompanhados por um maior responsável.

Visitas
Visitas à área Expo são gratuitas, porém é necessário retirar um convite no local ou nos locais divulgados.

Telefone para informações: 11.3872-1400
E-mail para informações: info@campusparty.com.br

Confira uma reportagem sobre Campus Party do ano passado:



por: Gisele Santos (BOOM!)
fontes: assessoria de imprensa Campus Party e iG
fotos: Fernando Cavalcanti

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

SETE VIDAS É O CHATO QUE EMOCIONA

O filme “Sete Vidas” tem quase duas horas de duração e ao assistir a sensação é de ter entrado numa furada. Por que? É parado, ou seja, chatinho sem grandes cenas de ação ou emoções praticamente durante boa parte do filme. Mas tudo muda quando se aproxima do final, exatamente uma hora e quarenta e cinco minutos, e a sensação neste momento é: “Que filme!”. E a partir daí tudo se explica, ainda mais porque a trama começa do fim, e a emoção com pitadas de ação toma conta, fazendo com que pensemos um pouco na vida e na morte, principalmente sobre doação de órgãos. E divide opiniões sobre o tema suicídio. Os mais sensíveis que se preparem, pois devem levar lenços de ao cinema. São lágrimas garantidas no final, que não é nada feliz.

Ben Thomas, estrelado por Will Smith, esconde um segredo sobre seu passado – um acidente de carro - que o tornou um homem depressivo por se sentir culpado em tirar algumas vidas, inclusive da sua amada. Disfarçado de auditor do imposto de renda, ele ajuda a mudar sete vidas de pessoas que ele considera merecerem (de acordo com os dados sobe cada um, investigados nos computadores da Receita Federal), na tentativa de corrigir o erro do passado, entre elas uma moça – pela qual ele se apaixona - que precisa de transplante do coração. Toda a teia é um vai e vem de informações e flashes do passado de Ben, algumas vezes é óbvio o que acontecerá, mas o drama emocional meloso do filme é envolvente.

Will Smith continua ótimo ator, também deu uns pitacos na produção, e abraçou completamente a primeira experiência do roteirista Grant Nieporte em um longa-metragem.

Nota: 8,0

Confira o trailler:

Ficha técnica:
Título original: "Seven Pounds"
Título no Brasil: "Sete Vidas"
Gênero: Drama
Classificação etária: 14 anos
Duração: 118 minutos
Ano: EUA – 2008
Estréia no Brasil: 25/12/2008
Distribuidora: Sony Pictures
Produtora: Columbia Pictures
Direção: Gabriele Muccino
Roteiro: Grant Nieporte
Elenco: Will Smith, Rosario Dawson, Woody Harrelson, Michael Ealy, Barry Pepper, Elpidia Carrillo, Robinne Lee, Joe Nunez, Bill Smitrovich, Tim Kelleher, Gina Hecht, Andy Milder, Judyann Elder, Sarah Jane Morris, Madison Pettis

Site Oficial: www.sonypictures.com.br/Sony/HotSites/setevidas

por: Gisele Santos (BOOM!)

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

PAULA LIMA LANÇA CD/DVD EM SHOW NA CAPITAL PAULISTA

No próximo 24 de janeiro, sábado, véspera do aniversário de 455 anos da cidade de São Paulo, Paula Lima lança o primeiro DVD de sua carreira junto com um CD, batizados “SambaChic”, no HSBC Nações Unidas (SP).

Paula, que acaba de encerrar atividades como jurada no programa “Ídolos” da Rede Record de Televisão, já participou de vários projetos de hip hop, funk, soul e do grupo Funk Como Le Gusta, mas a artista garante que o novo álbum é urbano e contemporâneo, bem diferente de tudo o que ela já fez. O DVD conta com imagens gravadas durante um show realizado na Casa das Caldeiras, em São Paulo, no mês de agosto passado, com músicas de toda sua carreira, que soma três discos solos lançados, inclusive “Sai Daqui Tristeza” (balada do primeiro CD). Dona Ivone Lara, Toni Garrido, Seu Jorge e Carlinhos de Jesus são presenças marcantes que participam do DVD. Além disso, o repertório tem feras da música, entre eles: Ana Carolina, Antonio Villeroy, Sidney Miller, Zélia Duncan, Seu Jorgen, Mart’nália (que se apresenta no Tom Jazz em SP, dia 21 de janeiro – informações: 11- 3255-3635).

Os músicos que acompanham Paula no palco são os mesmos que gravaram o DVD com ela: Walmir Borges (guitarra, violão, cavaquinho e vocais), Danilo Santana (teclados e efeitos), Cuca Teixeira (bateria e efeitos), Marcelo Mariano (baixo), Will de Freitas (trombone, flauta, violão aço e cavaquinho), Guto Bocão Vai Vai (percussão) e Felipe Roseno (percussão).

Serviço:

PAULA LIMA

Data: 24 de janeiro - sábado - 22h
Local: HSBC Nações Unidas (Rua Bragança Paulista, 1281 - SP/SP)

Preços
Camarote: R$100,00
Frisas: R$ 90,00
Cadeira Alta: R$ 50,00
Setor Vip: R$ 80,00
Setor 1: R$ 60,00
Setor 2: R$ 40,00
Setor 3: R$ 30,00

Outras informações: Ingresso Rápido - Tel: 4003-1212
(www.hsbcbrasil.com.br / www.ingressorapido.com.br)

Capacidade: 1.800 lugares
Censura: 14 anos
Duração: Aproximadamente 1h30
Abertura da Casa: 2h antes do espetáculo
Estacionamento: Hot Valet (com manobrista) - R$ 17,00 (antecipado) e R$ 20,00 (na hora)
Aceitam dinheiro e cartões de débito e crédito (Visa, Mastercard, Credicard e Diners) / não aceitam cheques
Acesso para deficientes físicos
Ar-condicionado

E você pode se aquecer pro show, assistindo ao vídeo abaixo:



por: Gisele Santos (BOOM!) - fonte: HSBC assessoria de imprensa

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

ANIMAÇÕES SATIRIZAM BILL GATES E STEVE JOBS

Se você quer começar 2009 com gargalhadas garantidas, aproveitando para "se vingar" do criador do Windows, a equipe BOOM! indica alguns vídeos animados satirizando Bill Gates, inclusive uma hilária briga entre ele e Steve Jobs (Apple). Divirta-se!


Bill Gates VS Steve Jobs


A casa de Bill Gates


Filho do Bill - pornô para windows


Livro e caneta do Bill Gates


Matrix para Windows



E também existem animações do "tio" Bill feitas por brasileiros:

Bill Gato cantando My Way



E pode acompanhar 08 episódios do Bill, chamado "Só Levando - Invasor que veio do espaço":
http://charges.uol.com.br/2007/07/24/so-levando-invasor-que-veio-do-espaco-1/
http://charges.uol.com.br/2007/07/31/so-levando-invasor-que-veio-do-espaco-8/


E a entrevista com Steve Jobs, com participação do capitão Nascimento kkkk:



Outra dica é "South Park - o filme", quando matam Bill Gates. Olha o trecho:



por: Gisele Santos - vídeos: Youtube e Charges